19 de outubro de 2014

Outubro

Amar você sempre tem dessas coisas.

Tem a gente no fim de semana novo,  cheio de programas profanos, comemorações, um pouco de família aqui, casamento ali, e algumas cervejinhas ao molho de macarrão, que ninguém é santo.

No começo, irritadiço, cheio de obrigações, cozinha, sexo e cansaço. Mas o seu peito de peru salvou, levou meu sorriso. Pronto! Lá vou eu, toda apaixonada de novo. Com queijo e tudo.

Tem lasanha, bolo e melancia pra jauá, acorda cedo, meu lobo, porque um domingo desses não acontece todo dia. Só uma vez no mês... Mesmo no repentino, no rotineiro e no inédito, cabem um pouco mais de afago, de cor e carinho leves, de toda a nossa maior paz e de todo o nosso mais que quente amor.

Admita: ser isso de amor a dois e aos montes foi a sua, a nossa melhor opção.

Parabéns, então.

Gilda.